maio 22, 2024
Diálogos MAP
Em busca de circular no nosso quintal
Espinhos da Rosa
Sol e Lua
Esfinge
Inteligência Artificial: Como será o futuro?
Green60 – Mobile Film Festival
Últimas Notícias
Diálogos MAP Em busca de circular no nosso quintal Espinhos da Rosa Sol e Lua Esfinge Inteligência Artificial: Como será o futuro? Green60 – Mobile Film Festival

Museu das Culturas Indígenas promove encontro destinado à formação de educadores 

Print Friendly, PDF & Email

A formação é gratuita e acontece na sede do MCI. Foto: MCI 


Conduzidas por Mestres de Saberes do MCI, as atividades colocam em pauta a temática dos povos originários em escolas e centros de ensino brasileiros

São Paulo, junho de 2023– Em 15 de junho, educadores dos ensinos fundamental e médio poderão participar do ciclo de formação em temáticas indígenas organizado pelo Museu das Culturas Indígenas (MCI), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari) em parceria com o Instituto Macapá e o Conselho Indígena Aty Mirim.  



“Os Mestres de Saberes constroem narrativas a partir de suas próprias vivências individuais e coletivas, apresentando contextos que servem de aporte aos educadores não indígenas”, conta Ana Estrela, educadora do MCI que atua na supervisão do NUTRAS (Núcleo de Transformação e Saberes). 



O ciclo promove apoio aos educadores: “além de abordar as histórias de lutas dos povos originários, a formação também trata da adequação do uso de alguns termos e referências comuns aos indígenas que ainda não são esclarecidos em espaços não-indígenas”, completa Ana Estrela. 



Em junho, os encontros acontecem em dois horários: das 10h às 12h, com foco no ensino fundamental, e das 15 às 17h, para educadores do ensino médio. A  participação é gratuita e as inscrições estão abertas no site: https://museudasculturasindigenas.org.br/   



Além das escolas, o ciclo formativo, conduzido pelos Mestre de Saberes, membros indígenas do programa educativo do Museu, também pode ser acompanhado por educadores de outros espaços de aprendizagem.  



O MCI também conta com outros projetos que visam dar suporte ao professor em sala de aula, como pesquisa de conteúdo para trabalhar a temática indígena, produção coletiva de materiais didáticos e a elaboração de um curso de longa duração para formação de educadores.  



SERVIÇO 

Formação de Professores  

Datas e horários: 16/06, das 10h às 12h (ensino fundamental); e das 15h às 17h (ensino médio) 

Entrada: gratuita (exclusiva à atividade) 

Inscrições disponíveis aqui. 



MUSEU DAS CULTURAS INDÍGENAS (MCI) 

Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 18h; às quintas-feiras até às 20h; fechado às segundas-feiras (exceto feriados) 

Ingressos:  R$ 15 (inteiro) e R$ 7,50 (meia entrada); gratuito às quintas-feiras 

Agendamentoshttps://bileto.sympla.com.br/event/74784/d/149212 

Local: Museu das Culturas Indígenas (R. Dona Germaine Burchard, 451 – Água Branca, São Paulo/SP) 

Informações: (11) 3873-1541 


Site: www.museudasculturasindigenas.org.br 


Redes Sociais: 

Instagram (instagram.com/museudasculturasindigenas

Facebook (facebook.com/museudasculturasindigenas

Twitter (twitter.com/mcindigenas

YouTube (youtube.com/channel/UCYgc3AXP0-UfQye5pgbVloQ)  



Sobre o MCI 

O Museu das Culturas Indígenas (MCI) é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo gerida pela ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari) – Organização Social de Cultura – em parceria com o Instituto Maracá, associação sem fins lucrativos que tem como finalidade a proteção, difusão e valorização do patrimônio cultural indígena. O MCI apresenta uma proposta inovadora de gestão compartilhada a ser construída ao longo da experiência, com o fortalecimento do protagonismo indígena.


É em espaço de diálogo intercultural, pluralidade, encontros entre povos indígenas e não-indígenas, onde a memória da ancestralidade permitirá aos diversos povos originários compartilharem suas mensagens, ideias, saberes, conhecimentos, filosofias, músicas, artes e histórias. Uma conquista dos povos indígenas, ainda em processo de construção, neste território na cidade, aberto para que o público entre em contato com sua própria história, e com outras histórias do Brasil. 



Voltar: http://www.jornalrol.com.br

Veronica Moreira
Últimos posts por Veronica Moreira (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo