maio 22, 2024
Diálogos MAP
Em busca de circular no nosso quintal
Espinhos da Rosa
Sol e Lua
Esfinge
Inteligência Artificial: Como será o futuro?
Green60 – Mobile Film Festival
Últimas Notícias
Diálogos MAP Em busca de circular no nosso quintal Espinhos da Rosa Sol e Lua Esfinge Inteligência Artificial: Como será o futuro? Green60 – Mobile Film Festival

Museu da Vida Marinha de Ubatuba reúne programação diversa para férias de julho

Print Friendly, PDF & Email

As atividades contemplam público de todas as idades, e acontecem diariamente (de segunda a domingo)

Divulgação/Museu da Vida Marinha
Todas as atividades inseridas na programação especial de férias estão totalmente incluídas no valor do ingresso para entrada no Museu, que conta ainda com esqueletos reais de animais da atualidade


Está oficialmente aberta a temporada de férias e, na região do litoral norte de São Paulo, o Museu da Vida Marinha em Ubatuba é uma excelente opção para turistas e população da região que procuram estar mais próximos do mar, mesmo na estação de inverno, caracterizada por temperaturas mais baixas. Pensando nisso, a equipe do Museu estruturou uma programação especial para os visitantes durante o mês de julho, que conta com atividades que serão realizadas diariamente às 11h e 14h durante o funcionamento do Museu da Vida Marinha, que segue aberto normalmente para visitação de segunda a domingo, das 10h às 18h.


A bióloga Catherina Monteiro, educadora ambiental do Museu, explica mais detalhes da programação especial de férias. “Entre as atividades estão pintura, confecção de imãs, adereço de animais marinhos, oficina de bilboquê, dobradura, oficina de fantoche de sombras, filmes, e oficinas de jogos educativos de educação ambiental”, especifica.


Na atividade com pintura, serão disponibilizados aos participantes desenhos de educação ambiental e de animais marinhos, enquanto na confecção de imãs, serão produzidos imãs de geladeira de animais marinhos, feitos a partir de material reciclado – caixas de leite reaproveitadas. A atividade de adereço de animais marinhos consiste em confeccionar enfeites para cabeça, de pinguins ou tubarões; já na oficina de bilboquê marinho, os participantes farão o brinquedo com as próprias mãos, utilizando como material garrafas de leite reaproveitadas.

Na dobradura, serão elaborados marcadores de página de animais marinhos como a tartaruga-marinha, pinguim, tubarão ou uma baleia. Quem participar da oficina de fantoche de sombras, irá confeccionar um fantoche de pinguim, lobo-marinho ou de um golfinho.


Nas oficinas de jogos educativos de educação ambiental, os participantes poderão escolher entre montagem do esqueleto de golfinho, dominó dos animais do Museu, entre outras opções. “Aqui no Museu, além do visitante se encantar com a vida marinha, pode se conscientizar sobre os impactos que os ecossistemas estão sofrendo por ações humanas, principalmente os marinhos e costeiros. No espaço temático sobre o lixo no mar, tudo que se vê foi realmente encontrado nas praias e mares, ou em estômago de animais, como resíduos de origem antrópica”, destaca Catherina Monteiro.


As atividades inseridas na programação especial de férias estão totalmente incluídas no valor do ingresso para entrada no Museu.


O Museu está aberto diariamente, e convida o público para uma viagem no tempo – aprender mais sobre como surgiu a vida nos oceanos -, com réplicas em tamanho natural de répteis marinhos gigantes que habitaram os mares pré-históricos, até esqueletos de animais marinhos atuais. Seu objetivo é sensibilizar seus visitantes, lembrando-os de onde viemos e da importância da preservação destes ambientes para a humanidade.


Atrações do Museu

Divulgação/Museu da Vida Marinha
Uma das atrações do Museu da Vida Marinha é a remontagem da exposição Gigantes Marinhos, que dispõe de diversas réplicas de animais pré-históricos que habitaram os oceanos


Além das atividades oferecidas durante a programação especial de férias, o Museu ainda proporciona outras atrações para os visitantes: remontagem da exposição Gigantes Marinhos, que dispõe de diversas réplicas de animais pré-históricos que habitaram os oceanos, o Museu ainda dispõe de esqueletos reais de animais da atualidadetaxidermia em tempo real que pode ser acompanhada pelos visitantes, um espaço temático de impactos, que conta com uma exposição sobre os impactos da atividade humana no ambiente marinho e uma parede de ossos de animais mortos, um espaço temático com informações dos trabalhos que são realizados pelo Instituto Argonauta em prol dos ambientes costeiros e marinhos, e uma casa sustentável com exemplos de energias renováveis que podem ser replicadas por qualquer um para otimizar os recursos naturais.


Os visitantes também podem acompanhar em tempo real os animais em reabilitação no Instituto Argonauta, através dos monitores disponibilizados no interior do Museu.


Assista o vídeo abaixo, e se encante com o Museu da Vida Marinha:


Clique aqui: https://youtu.be/X1i0ukRD0jo

Créditos: Felipe Domingos/Instituto Argonauta


2 anos de atividades

No mês passado, o Museu da Vida Marinha de Ubatuba completou dois anos de atividade. O primeiro dia que foi aberto ao público, foi em 8 de junho de 2021. No ano de 2021, foi registrado um total de 14.450 visitantes. Em 2022 o Museu da Vida Marinha de Ubatuba recebeu mais de 16 mil visitantes entre turistas, moradores locais e estudantes.


Segundo o oceanógrafo Hugo Gallo Neto, Diretor do Aquário de Ubatuba e Presidente do Instituto Argonauta, o objetivo do Museu é o de sempre conectar o público ao universo marinho. “Os visitantes poderão conhecer e aprender sobre a evolução de algumas espécies e a importância da conservação da biodiversidade marinha”.


Estrutura

O Museu da Vida Marinha também dispõe de um auditório multiuso, que é aberto ao público em geral para ações como palestras, workshops, e salas temáticas. Também há sanitários e espaços que contemplam inteira acessibilidade, além de salas administrativas, departamento financeiro e salas de educação ambiental. A sede do Museu foi projetada pela equipe de arquitetos da Terramare sob o conceito de construção sustentável, utilizando estruturas reaproveitadas de contêineres doados pela empresa Log-In Logística Intermodal e uso de madeira reflorestada e telhados verdes.


O material que compõe o acervo é proveniente dos 27 anos de funcionamento e pesquisa do Aquário de Ubatuba, e do Instituto Argonauta. O Museu da Vida Marinha é um projeto criado pelo Aquário de Ubatuba para dar suporte financeiro ao Instituto Argonauta, garantindo assim a continuidade dos trabalhos praticados há anos pela organização.


O Museu estava instalado dentro do Aquário, mas foi ampliado e transferido para a base do Instituto Argonauta, em terreno cedido pela Prefeitura Municipal de Ubatuba, no bairro Perequê-Açu em Ubatuba/SP.


Serviço

O Museu tem entrada gratuita para os moradores de Ubatuba, mediante cadastro que deve ser realizado presencialmente na bilheteria, com a apresentação dos seguintes documentos:

  • Documento pessoal com foto;
  • Endereço de residência;
  • Comprovante de moradia fixa – no qual será aceito um dos seguintes documentos: RG de Ubatuba; Título eleitoral de Ubatuba; CNH de Ubatuba; Carteira de trabalho, ou holerite de Ubatuba; Carteira Profissional de Classe de Ubatuba; documento escolar dos filhos, como: carteirinha da escola; boletim ou comprovante de matrícula.


Maiores de 60 anos e crianças até 6 anos acompanhadas de um adulto pagante também terão acesso livre, mediante apresentação de documento de identidade.


Atualmente, funciona diariamente (de segunda a domingo), das 10h às 18h. O valor do ingresso é R$21,00, com meia entrada (R$10,50) para estudantes até 17 anos com carteirinha, estudantes universitários com documento, professores com carteirinha e menores de 12 anos.


Para agendamento de escolas e grupos especiais entrar em contato pelo telefone: (12) 38335789.


O Museu da Vida Marinha @museudavidamarinha está localizado na Avenida Governador Abreu Sodré, 1067 – Perequê-Açu, Ubatuba/SP.


Para saber mais consulte o site: https://institutoargonauta.org/projetos/museu-da-vida-marinha/


Sobre o Instituto Argonauta

@institutoargonauta foi fundado em 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba @aquariodeubatuba.oficial e reconhecido em 2007 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). O Instituto tem como objetivo a conservação do Meio Ambiente, em especial a conservação dos ecossistemas costeiros e marinhos.

Para isso, apoia e desenvolve projetos de pesquisa, resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, entre outras atividades. O Instituto Argonauta também é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).


Seja um Argonauta!

Venha conhecer o Museu da Vida Marinha @museudavidamarinha, na Avenida Governador Abreu Sodré, 1067 – Perequê-Açu, Ubatuba/SP, aberto diariamente.


Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800-642-3341 (horário comercial) ou diretamente para o Instituto Argonauta: (12) 3833.4863 – 3833.5789/ (12) 3834.1382 (Aquário de Ubatuba) / (12) 3833.5753/ (12) 99705.6506 e (12) 99785.3615 – WhatsApp.


Também é possível baixar gratuitamente o aplicativo Argonauta, disponível para os sistemas operacionais iOS (APP Store) e Android (Play Store). No aplicativo, o internauta pode informar ocorrências de animais marinhos debilitados ou mortos em sua região, bem como informar ainda problemas ambientais nas praias, para que a equipe do Argonauta encaminhe a denúncia para os órgãos competentes.


Conheça mais sobre o nosso trabalho em: www.institutoargonauta.orgwww.facebook.com/InstitutoArgonauta e

Instagram: @institutoargonauta



Voltar: http://www.jornalrol.com.br

Sergio Diniz da Costa
Últimos posts por Sergio Diniz da Costa (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo