julho 13, 2024
Suspiro de saudade
Por aonde andei?
Paçoca, uma Jornada de Amor e Transformação
Academia Itapetiningana de Letras celebra 21 anos de história
Prêmio Caminhos da Literatura 
Valsa dedilhada
Neblina nas montanhas
Últimas Notícias
Suspiro de saudade Por aonde andei? Paçoca, uma Jornada de Amor e Transformação Academia Itapetiningana de Letras celebra 21 anos de história Prêmio Caminhos da Literatura  Valsa dedilhada Neblina nas montanhas

Recôndito

Print Friendly, PDF & Email

Virgínia Assunção: Poema ‘Recôndito’

Virgínia Assunção
Virgínia Assunção
"... mesmo no amor que não se alcança guarda-se o dulçor e a ternura no coração do eterno e etéreo suspiro da esperança."
“… mesmo no amor que não se alcança guarda-se o dulçor e a ternura no coração do eterno e…”
Image Creator from Microsoft Designer – Bing

No vazio do amor impossível reside

Um grito contido, um suspiro a flutuar,

Um sentimento que o peito divide,

É um sonho que se recusa a despertar.


No âmago desse lindo sentimento

Gemendo em silêncio; não pode ser ouvido

Há um coração angustiado a lamentar,

Pois carrega consigo esse amor proibido.


É um vácuo que rasga e dilacera

É um querer que não pode florescer,

É uma peça que o destina prega

É um anseio que se nega a desvanecer.


Mas há beleza em amar mesmo assim,

Pois mesmo no amor que não se alcança

Guarda-se o dulçor e a ternura no coração

Do eterno e etéreo suspiro da esperança.


Virgínia Assunção


Contatos com o autor


Voltar: http://www.jornalrol.com.br

Facebook: https://facebook.com/JCulturalRol/

Maria Virginia de Assuncao Feitosa Gomes
Últimos posts por Maria Virginia de Assuncao Feitosa Gomes (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo