junho 25, 2024
Darwinismo morto
Divertidamente
O ‘São João’ de minha infância
Curso de Teatro Pandora
Museu da Língua Portuguesa
Rosas desérticas
Convidada
Últimas Notícias
Darwinismo morto Divertidamente O ‘São João’ de minha infância Curso de Teatro Pandora Museu da Língua Portuguesa Rosas desérticas Convidada

Do começo ao fim… O meio vale muito mais!

Print Friendly, PDF & Email

O leitor participa: Luís Manuel, de Luanda (Angola), com a prosa poética ‘Do começo ao fim… O meio vale muito mais!

Luís Manuel

Ninguém sabe por que razão algumas coisas dão certo e outras não.
Porém, eu tenho dito que não precisamos antecipar o resultado
quando podemos aproveitar os pequenos passos.
Tanto faz… se vamos chorar ou então sorrir. Basta-nos saber que uma coisa iremos aprender
e será essencial para o nosso viver


Lembro de quando me apaixonei:
quando sobre a atmosfera do meu coração caiu a estrela que iluminou os caminhos da minha paixão
.… quando achei a direção certa para a pequena aventura do meu coração.
Foi um dos momentos mais especiais da minha vida
Tão nobre sentimento, invadindo o espaço da minha alma querida.


Embarquei na esperança de que no final tudo daria certo


e que, finalmente, teria a mina mais bela por perto.
Era eu. Todo alegre e entusiasmado com uma guitarra na mão… sem nem saber tocar.
Apenas acompanhava o som
e para ela cantava uma canção de amor.


Momentos como esses foram se repetindo.
Várias vezes…
… Vezes e vezes.
Sorrisos eram vistos.
Abraços, sentidos
…Sons, ouvidos.
Todos os dias. Com um lindo semblante de alegria.


Porém, num piscar de olhos, a vida já não sorriu pra mim,
o amor que tanto se almejou… se apartou de mim.
Nessa hora, todos os belos sentimentos que eu carregava foram substituídos:
Desânimo, cansaço. Estresse!
Dor e sofrimento.
… e tudo que não fazia bem.


Sem perceber coloquei sobre o meu barco
o peso da escuridão. Naveguei em direção à trilha solidão.


Então, despertei!
Acordei. Assustei!
Daí me lembrei
Que, às vezes, e mais vezes…
a vida não será conforme o que planeei.
E que o melhor resultado está no caminho a ser percorrido.
Nos bastidores.
O “processo” nos lapidando…
seja qual for o final, o importante é que vivemos os momentos
com a maior alegria.
Intensidade.


Ouvindo sempre a voz do coração,
voltei a carregar os mais belos sentimentos no coração.
Desta vez… com a satisfação
de ter aprendido muita coisa. Uma lição.
Ao procurar um eterno amor,
achei uma nobre amizade.

Na real,
viver é mesmo isso: “aprender para crescer”.
Não precisamos fazer presente a vida futura. Nos basta, na maior simplicidade, viver os pequenos


passos.
Se vai dar certo ou não, apenas se saberá se a gente tentar.
Do começo ao fim…o meio vale muito mais!


Luís o Poeta, Sempre Creia!

Luís Mucau Manuel é escritor, poeta e estudante de Direito pela Universidade Agostinho Neto, em Luanda. Autor do livro Escritos de Sabedoria, publicado no mês de maio do ano 2023.


WhatsApp: +244 932 099 429

Facebook: Luiz Manuel



Voltar: http://www.jornalrol.com.br









Sergio Diniz da Costa
Últimos posts por Sergio Diniz da Costa (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo