abril 13, 2024
Lamentos
O drama do apartamento da Berrine
Cleide, mulher que semeia o futuro
Bas Fond
Oliver e o Monstro dos Olhos Verdes
Cia. Fragmento de Dança faz nova temporada de Erga Omnes
2ª edição do Conexão Literária
Últimas Notícias
Lamentos O drama do apartamento da Berrine Cleide, mulher que semeia o futuro Bas Fond Oliver e o Monstro dos Olhos Verdes Cia. Fragmento de Dança faz nova temporada de Erga Omnes 2ª edição do Conexão Literária

Continuo por aqui

Print Friendly, PDF & Email

Verônica Moreira: Poema ‘Continuo por aqui’

Veronica Moreira
Verônica Moreira
Um tempo que foge das mãos
“Um tempo que foge das mãos”
Criador de imagens do Bing

Continuo por aqui

Talvez, por hoje apenas

Quem sabe até amanhã

Ou, talvez, para sempre.


Só sei que continuo aqui

Até quando não sei

Por quanto tempo não faço ideia

Mas eu continuo por aqui.


Não sei se deveria

Até pensei em ir embora

Talvez por uma semana

Um mês, ou quem sabe para sempre!


Para sempre é muito tempo

Talvez eu vá por um ano

Talvez eu volte depressa

Quem sabe, talvez, eu não vá!


Mas continuo aqui

Parada no mesmo lugar

Um lugar desconexo do tempo

Este tempo que foge das mãos.


Dessas mãos inseguras

Que não retêm o que lhe é ofertado.

Mãos que acariciaram o tempo

Que entre seus dedos passava.


Continuo por aqui

Talvez por hoje apenas

Quem sabe até amanhã

Ou, talvez, para sempre.


Verônica Moreira


Contatos com a autora

Voltar: http://www.jornalrol.com.br

Facebook: https://facebook.com/JCulturalRol/

Veronica Moreira
Últimos posts por Veronica Moreira (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo