junho 25, 2024
Darwinismo morto
Divertidamente
O ‘São João’ de minha infância
Curso de Teatro Pandora
Museu da Língua Portuguesa
Rosas desérticas
Convidada
Últimas Notícias
Darwinismo morto Divertidamente O ‘São João’ de minha infância Curso de Teatro Pandora Museu da Língua Portuguesa Rosas desérticas Convidada

Canção do amor eterno

Print Friendly, PDF & Email

Paulo Siuves: ‘Canção do amor eterno’

Paulo Siuves
Paulo Siuves
“Nessa dança, minha musa, tão bela e graciosa, cada suspiro teu é um sopro divino
Microsoft Bing. Imagem criada pelo Designer

No compasso suave da nossa canção,

Notas de amor dançam em harmonia.

Teu olhar gracioso, um acorde, me envolve,

E o mundo se torna um palco de paixão.


Nossos corações, são flautas em sintonia,

Tocam uma melodia que transcende o tempo.

Cada beijo é uma nota, um verso, um momento,

É a composição do nosso amor em harmonia.


Nessa dança, minha musa, tão bela e graciosa,

Cada suspiro teu é um sopro divino.

Em teus olhos vejo a partitura do destino,


Neste poema, minha alma declara, amorosa.

Nos acordes do nosso amor, escrevemos a história,

Nossa canção, uma nova página, gostosa memória.


Paulo Siuves


Contatos com o autor

Voltar

Facebook

Paulo Siuves
Últimos posts por Paulo Siuves (exibir todos)

4 thoughts on “Canção do amor eterno

  1. Parabéns!
    Uma verdadeira melodia em poesia.
    É tão maravilhoso vê as inspirações que os nossos amigos têm ,as wuais dão asas à Cultura.
    Parabéns!

  2. A maior nota musical que temos é o Amor em melodias, versos, poemas e sensações que transbordam emoções e nós extasiamos em paixão .
    Parabéns !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo