abril 13, 2024
Lamentos
O drama do apartamento da Berrine
Cleide, mulher que semeia o futuro
Bas Fond
Oliver e o Monstro dos Olhos Verdes
Cia. Fragmento de Dança faz nova temporada de Erga Omnes
2ª edição do Conexão Literária
Últimas Notícias
Lamentos O drama do apartamento da Berrine Cleide, mulher que semeia o futuro Bas Fond Oliver e o Monstro dos Olhos Verdes Cia. Fragmento de Dança faz nova temporada de Erga Omnes 2ª edição do Conexão Literária

Pobre Coração

Print Friendly, PDF & Email

Verônica Moreira: Poema ‘Pobre Coração’

Verônica Moreira
Verônica Moreira
Um amor que amou, sem cobrar nada
Um amor que amou, sem cobrar nada
Criador de imagem do Bing

Restou uma dúvida
Uma decepção
Um grito que não quer calar
Todavia sufocado está.

Não sei ao certo
Mas há algo a ser feito
Talvez um transplante em meu peito.

Este coração que era meu
Que tanto amou sem cobrar nada.
Que agora não me serve,
Pois não cabe mais no meu peito.

Pobre coração
Angustiado Sofre
Maltratado sangra
Bate sem esperanças.

Jamais pensei que este coração, que já não pertence,
Seria tão grande, a ponto de não caber mais em mim.

Ele ainda bate
Mas já não posso atender
Ele já não acelera como antes, apenas bate para viver.

Até quando, não sei!
Mas ele ainda bate forte
Como se quisesse sair de mim, em busca do que é seu.

Ah, coração estranho
Onde você quer ficar?
Quer viver a bater sem vida?
Não seria melhor morrer e descansar?

Verônica Moreira

Voltar: https://www.jornalrol.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/JCulturalRol/

Veronica Moreira
Últimos posts por Veronica Moreira (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo