julho 22, 2024
A Arte como didática: ela precisa ‘ensinar’ bons modos?
Canto do homem e dos pássaros
Soneto para Beethoven
Exposição de Artes Visuais
Monarquia constitucional
4° Concurso Literário da FLAUS 2024
Ensaio sobre o banho
Últimas Notícias
A Arte como didática: ela precisa ‘ensinar’ bons modos? Canto do homem e dos pássaros Soneto para Beethoven Exposição de Artes Visuais Monarquia constitucional 4° Concurso Literário da FLAUS 2024 Ensaio sobre o banho

Amor revelado

Print Friendly, PDF & Email

Irene Rocha: Poema ‘Amor revelado’

Irene Rocha
Irene Rocha
“No nascer do Sol, no pôr da Lua, Emerge a paixão que em versos flutua. Sou tua, eternamente ligado a ti
Microsoft Bing. Imagem criada pelo Designer

No sussurro do vento, o amor se revela,
Arrepiando a pele, trazendo a candura mais bela,
Sabores, desejos, beijos apaixonados,
No toque dos lábios, momentos tão esperados.

Na loucura da paixão, no silêncio do amor,
Versos se entrelaçam, trazendo calor,
Em cada estrofe, o sentimento profundo,
Palavras que traduzem um amor fecundo.

Nos caminhos da esperança, sementes são semeadas,
Onde o amor floresce em promessas renovadas,
No doce amar, na liberdade de voar,
Sentindo-te em cada verso, a te amar.

No nascer do Sol, no pôr da Lua,
Emerge a paixão que em versos flutua.
Sou tua, eternamente ligado a ti,
Num amor livre, onde me perco, desde que te conheci.


Irene Rocha


Contatos com a autora

Voltar

Facebook

Irene da Rocha
Últimos posts por Irene da Rocha (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para o conteúdo